Reconstrua o rosto e o corpo  da sua personalidade!

Cirurgia Ortognática

Cirurgia Bariátrica

Cirúrgia Ortognática e Cirúrgia Bariátrica são duas cirurgias que transformam a vida do(a) candidato(a), quando este está emocionalmente preparado. Há mais de vinte anos, atendendo na área interdisciplinar junto a médicos cirurgiões especialistas, psiquiatras, neurologistas entre outros, tenho ampliado meus conhecimentos sobre anatomia e fisiologia humana

O meu objetivo é preparar psicologicamente candidatos que estão em processo pré-cirúrgico e pós-cirúrgico, tanto para cirurgia bariátrica como para a ortognática.

A Cirurgia ortognática é o nome genérico de um procedimento cirúrgico que visa reestabelecer um padrão facial normal em pacientes adultos que apresentam alterações no desenvolvimento ósseo facial. Portanto, é notório os ganhos estéticos e funcionais que ocorrem com esse procedimento, porem é importante ter autoconhecimento, para manter o controle da ansiedade quanto as expectativas relacionadas as futuras mudanças que a cirurgia ortognática poderá provocar.

Quanto ao cirurgia bariátrica é fundamental o acompanhamento psicológico  pré- e pós-cirúrgico para a mudanças de hábitos de vida. Os candidatos(as) a esse tipo de cirurgia chegam ao consultório com muitas fantasias, pressa e desejos de se livrar do corpo indesejado do momento.

Para diminuir esse tipo de desconforto é importante a psicoprofilaxia, que é uma prevenção com o desígnio de minimizar as consequências que os resultados da cirurgia podem trazer ao paciente.

O papel do psicólogo especialista é preparar o(a) paciente para o encontro consigo mesmo, desmistificando as ideias enganosas usando algumas técnicas para estimular a expressão das emoções, relaxamento e métodos de enfrentamento.

É necessário que compreendamos bem que, estar preparado(a) emocionalmente para as ambas as cirurgias, é sofrer por uma “desprogramação”, e passar por uma transformação remodelador, com a renovação da psique. E isso é um  processo não acontece da noite para o dia, como uma experiência momentânea.

Na cirurgia ortognática uma minoria reclama de efeitos negativos, alíados às mudanças faciais radicais. A insatisfação com o resultado se deu, pois criou uma expectativa irreal e não reconhecimento de si mesmo “perda da identidade”. Geralmente nesses casos, pode estar associado a alguma patologia psiquiátrica pré-existente à cirurgia.

Quanto a cirurgia Bariátrica  uma das maiores dificuldades que os pacientes enfrentam após o procedimento é a mudança de hábitos de vida, que incluem uma nova forma de se alimentar diariamente e também a inclusão diária de exercícios físicos, portanto a  equipe multidisciplinar conta com nutricionista e preparadores físicos como  auxiliadores nesse processo.

Lembro-me do caso de uma criança que desde os seis anos de idade, passou por vários procedimentos não cirúrgicos, visando melhorar a deformidade do seu maxilar e a estética facial. Nenhum obteve resultado esperado, esses sucessivos insucessos foram causando dor e frustrações nessa criança. Ela foi crescendo e sempre em tratamento passou sua adolescência com notórias limitações psicológicas tais como: desinteresse em namorar, evitava ser fotografada sem que antes se arrumasse em posição que não acentuasse o problema, evitava sorrir entre outros prejuízos que lhe acometiam. Isso terminou com a regressão de todo o processo e indicação da cirurgia ortognática.

O acompanhamento psicológico pré e pós-operatório, foi um dos fatores determinantes para um resultado com pleno sucesso. A jovem ficou bem adaptada a nova imagem, superou suas maiores dificuldades e resgatou a alegria de viver.

Fica evidente a importância do acompanhamento psicológico para todos os pacientes e até psiquiátrico, principalmente para aqueles pacientes que sofrem depressão e ansiedade antecipatória.

Assim sendo, tanto a cirurgia ortognática quanto a cirurgia bariátrica, quando acompanhada por um psicólogo especialista no assunto, poderá mudar a qualidade de vida para melhor e facilitar as relações interpessoais.

Cada personalidade possui um rosto. Esse rosto emocional da personalidade parece ser o segredo da transformação.  Se ele continuar todo marcado e desfigurado, feio e de baixa qualidade, então a pessoa continuará agir de acordo com ele, mesmo que sua aparência facial ou física se modifique. Mas, se o rosto da personalidade puder ser reconstruído, se as velhas cicatrizes emocionais puderem ser removidas, através da análise a pessoa se transformará. Portanto acreditamos que o segredo da satisfação total dessas cirurgias está implicitamente ligado ao emocional.

Dra. Nivalda Purificação de Jesus