Escolher uma profissão não quer dizer somente escolher um curso universitário. O (a) jovem pode não desejar fazer uma faculdade, deseja apenas entrar no mercado de trabalho e exercer uma atividade, essa também  é uma escolha, que muitas vezes gera conflito intrafamiliar.

 Vários são os fatores que pode impedir os jovens adolescentes a tomarem uma decisão fiel ao seu real desejo. A influência da opinião dos amigos mais próximos é um dos primeiros a serem citados por eles, fatores econômicos que muitas vezes são determinantes, questões familiares, políticos, entre tantos outros motivos. Dessa forma, a escolha de uma profissão passa pelo crivo de muitos fatores, portanto é considerada multifatorial.

A Orientação Profissional é um processo que pode minimizar essas angustias  que antecede  a tomada de decisão, proporcionando  ao orientando uma  oportunidade de reflexão mais consciente e com maiores chances  de realização profissional assertiva.